terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Tarde de Inverno

Cinco da tarde.
As temperaturas descem.
Sinto-o.
Sinto frio. Sinto gelo.
São desatinos que florescem,
nesta minha mente conturbada.
Penso, repenso, volto a pensar...
Sou uma alma atormentada,
que encontra paz por te amar.

1 comentário:

Fernanda disse...

Oi, você que escreve os textos?
Gostei muito.